Sintomas de Hérnia de Disco

O que é?

Esqueleto das costas de uma pessoa.

A Hérnia de Disco acontece quando parte do disco intervertebral sai da sua posição normal e aperta as raízes nervosas, que ramificam-se a partir da medula espinhal e emergem-se da coluna espinhal. A hérnia pode não apresentar sintomas, provocar um dor leve e moderada ou uma dor forte e incapacitante.

A coluna vertebral é constituída de 33 vértebras: 4 coccígeas fundidas, que formam o cóccix, 5 sacrais fundidas que formam o osso sacro, 5 lombares, 7 cervicais e 12 torácicas e dentro delas existe um canal em que passa a medula espinhal ou medula nervosa. Entre as vértebras torácicas, cervicais e lombares, estão os discos intervertebrais, em forma de anel composto por um tecido elástico e cartilaginoso em que a função é evitar o conflito entre uma vértebra e outra e absorver o impacto.

Sintomas

Uma pessoa de costas com as costas em vermelho e as mãos apoiando a coluna.

O principal sintoma da Hérnia de Disco é a dor na coluna, que aparece, normalmente, onde está localizada a hérnia, e pode ser na lombar, cervical ou torácica. A dor pode seguir o caminho dos nervos da área, e pode espalhar-se para lugares mais afastados, afetando os braços e as pernas.

Os sintomas de hérnia variam de uma pessoa para outra, pois dependem da sua intensidade de compressão e da sua localização e os sintomas podem surgir de repente, podem sumir subitamente e voltar em intervalos aleatórios, porém eles também podem ser constantes e com longa duração. Normalmente, a perda de força significa uma grave alteração, e deve ser avaliada de forma rápida por um neurocirurgião ou um ortopedista.

Hérnia Lombar

Nesse tipo de hérnia, é comum o aparecimento de uma dor forte nas costas e outros sintomas:

  • Dificuldade em levantar o pé deixando o calcanhar no chão.
  • Dor no caminho do nervo ciático da coluna vertebral até à nádega, coxa, perna e calcanhar.
  • Mudanças no funcionamento da bexiga e do intestino, por compressão dos nervos.
  • Pode haver fraqueza nas pernas.

Hérnia Torácica

É o tipo de hérnia menos comum, e abrange apenas 5% dos casos de hérnia de disco. E quando aparecem, podem provocar:

  • Dor para respirar ou fazer movimentos com o tórax.
  • Dor na área central da coluna que irradia para as costelas.
  • Alteração da sensibilidade ou dor nas costas, pernas ou barriga.
  • Incontinência urinária.

Hérnia Cervical

Nesse tipo de hérnia, a dor localiza-se na parte superior da coluna, no pescoço, especificamente e a compressão do nervo faz com que a dor se espalhe para o ombro ou para o braço, entre outros sintomas:

  • Redução da força em um dos braços.
  • Dificuldade para fazer movimentos com o pescoço.
  • Formigamento ou dormência no braço, no ombro, no cotovelo, nos dedos ou nas mãos.

O que tomar?

Esqueleto de costas com a parte inferior das costas em vermelho.

O primeiro passo para o tratamento de Hérnia de Disco é um tempo de repouso com o uso de remédios analgésicos, continuado pela fisioterapia. A maior parte dos pacientes se recuperam e voltam para as suas atividades normais, em média, 80% das pessoas em 6 semanas de tratamento. Uma pequena parcela precisará de um tratamento mais específico, com radiofrequência pulsada, injeções de esteroides (bloqueios da dor) ou cirurgia.

Indivíduos que sofreram algum descolamento discal em virtude de uma lesão (como acidente de carro, por exemplo), devem tomar remédios anti-inflamatórios e drogas analgésicas do tipo narcóticas, caso sintam alguma dor forte nas pernas e nas costas. Caso o paciente tenha espasmos nas costas, ele poderá receber relaxantes musculares. Em poucas situações, o médico poderá receitar esteroides injetáveis ou orais.

Os anti-inflamatórios são utilizados para o controle da dor, porém o médico pode receitar narcóticos caso a dor não responda aos corticoesteroides e aos anti-inflamatórios. As injeções espinhais geralmente são usadas no centro cirúrgico ambulatorial, utilizando fluoroscopia (raio-x específico) para encontrar a região da coluna que será aplicada a injeção. As injeções de esteroides na área da hérnia do disco (bloqueio epidurais), podem auxiliar no controle da dor por vários meses. Essas injeções auxiliam a diminuir o procedimento inflamatório em volta da raiz nervosa e do disco, podendo proporcionar alívio dos sintomas ou até mesmo resolver o problema.

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-05032009-113718/en.php

http://www.abgh.com.bHr/artigo_analise_qv_individuos_hd_lombar_tto_conservador.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *