Nervo Ciático Inflamado

O nervo ciático é o maior nervo de todo o corpo humano, composto por diversas raízes nervosas oriundas da coluna vertebral. Ele começa no final da coluna, passa pelos glúteos e pela parte superior a coxa, e quando alcança o joelho, é dividido entre o nervo tibial e o fibular comum, e vai até os pés. Nesse caminho que ele pode ocasionar dor com sensação de pontadas, formigamento ou choque elétrico.

Quando há uma inflamação ou compressão do nervo ciático, aparece a dor ciática, que gera sintomas como dor intensa no fundo das costas, pernas ou glúteos, dor ao caminhar e dificuldade em manter a coluna ereta. Em casos assim, é importante procurar um médico ortopedista ou um fisioterapeuta para ele indicar o tratamento mais adequado.

Sintomas

Mulher de costas com uma das pernas dobrada e a outra esticada, com uma mão segurando-a, demonstrando uma "fisgada" na perna.

  • Sensação de queimação, perna cansada ou fisgada.
  • Fraqueza em uma ou nas duas pernas.
  • Dificuldades para caminhar ou ficar muito tempo na mesma posição.
  • Dor que piora ao ficar muito tempo parado.
  • Dor em formigamento, dormência ou choque na coluna, perna, glúteo ou planta do pé.

Geralmente, esses sintomas estão relacionados a mudanças na coluna, como espondilolistese, hérnia de disco ou artrose na coluna. Portanto, é fundamental consultar o médico ortopedista ou um fisioterapeuta, quando surgirem os primeiros sintomas, para serem feitos os primeiros exames de raio-x na coluna para avaliar se ela está com alguma alteração que esteja comprimindo o nervo ciático, provocando os sintomas.

Diagnóstico

Para saber se a pessoa está com o nervo ciático inflamado, o médico ou fisioterapeuta analisa os sintomas e sinais que o indivíduo estava apresentando e faz o teste no consultório:

  • A pessoa deve ficar de barriga para cima e levantar a perna esticada da maca.
  • Caso exista dor ou sensação de formigamento, o teste aponta compressão ciática.
  • Atenção: Caso o paciente sinta dor na outra perna, significa uma modificação grave na coluna, como hérnia de disco extrusa.

Exames de imagem, como ressonância magnética e raio-x podem auxiliar a revelar o que está causando a compressão do nervo. Se a coluna estiver saudável e sem modificações, a causa da dor ciática provavelmente é só muscular ou da fáscia, e o tratamento é mais simples.

Tratamento

Remédios

Pessoa com a boca aberta segurando um comprimido.

Os medicamentos utilizados no tratamento do nervo ciático inflamado podem ser analgésicos ou anti-inflamatórios como Ibuprofeno, Paracetamol ou Naproxeno, caso a dor seja leve. Relaxantes musculares como Ciclobenzaprina ou Carisoprodol também podem ser usados para aliviar a dor e podem ser comprados sem receita médica nas farmácias.

Quando a dor é muito grave e a pessoa não consegue ficar sentada, em pé ou andar, em virtude da coluna estar travada, como se existisse um pinçamento do nervo ciático, o médico pode dar injeções de corticoides de 7 a 10 dias para o paciente. Pomadas como Diclofenaco também pode auxiliar a diminuir a dor e podem ser aplicadas no corpo até 3 vezes ao dia, massageando a região da dor, até que a pomada seja totalmente absorvida pela pele.

Exercícios

Mulher de costas se alongando.

Para tratar o nervo ciático inflamado, são indicados exercícios de alongamento e de fortalecimento para aliviar a dor, porém eles não são recomendados em casos de dor muito forte.

Exercícios de fortalecimento:

  1. A pessoa deve deitar de barriga para cima, dobrar as pernas e levar o umbigo em direção as costas, mantendo uma respiração normal e fluída. É preciso manter a contração do abdômen por 10 segundos e depois relaxar totalmente.
  2. De barriga para cima, botar um travesseiro entre os joelhos, manter a contração do abdômen, e simultaneamente, apertar uma perna contra a outra por 5 segundos, soltar e repetir 3 vezes.
  3. Após, remover o travesseiro dos joelhos, colar uma perna na outra e erguer o quadril do chão, manter a posição por no mínimo 5 segundos e descer lentamente depois, colocando primeiro a coluna dorsal no chão, a lombar e o glúteo. Repetir esses 2 movimentos por no mínimo, 5 vezes.
  4. Levantar uma perna dobrada, fazendo um ângulo de 90º com o chão e repetir o exercício com a outra perna, sustentando as duas de 3 a 5 segundos. Em seguida, baixar uma de cada vez.

Exercícios de alongamento:

  1. A pessoa deve deitar de barriga para cima, e com o auxílio das mãos, levar um joelho ao peito, e manter essa posição por 30 segundos, enquanto alonga a lombar e repetir o exercício com a outra perna, mesmo que a dor seja numa perna só.
  2. Na mesma posição de antes, dobrar os joelhos, cruzar uma perna sobre a outra, e levar a perna em sua direção, e com as mãos, manter a posição por 30 segundos e repetir com a outra perna.
  3. Ainda de barriga para cima, botar um cinto na base do pé e levar a perna esticada o máximo possível em sua direção, segurando a posição por 30 segundos e fazer o mesmo com a outra perna.

Esses exercícios devem ser repetidos por, pelo menos, 3 vezes de cada vez, de 1 a 2 vezes ao dia.

Além disso, quando houver crises do ciático, a pessoa pode optar por alimentos anti-inflamatórios como cebola, alho, linhaça, salmão, gergelim e chia, e diminuir o consumo de alimentos que elevam a inflamação do corpo, principalmente alimentos processados como linguiça, bacon e salsicha.

Técnicas como acupuntura, osteopatia e reflexologia também são ótimas opções para aliviar a dor e o desconforto. A cirurgia só é indicada quando nenhuma das outras opções funcionar. O cirurgião pode remover o disco intervertebral e colar uma vértebra na outra, por exemplo.

http://www.scielo.br/pdf/%0D/rba/v52n6/v52n6a14.pdf

https://repositorio.unesp.br/handle/11449/30090

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *