Saiba mais sobre Hérnia de Disco Lombar

O que é?

A hérnia de disco acontece quando o disco entre as vértebras da coluna é pressionado e muda de forma, prejudicando a sua função de amortecer impactos e também pode pressionar as raízes nervosas provocando dor em outras partes do corpo. Na hérnia de disco lombar, a área do corpo mais afetada é o final das costas, e os espaços mais atingidos são L4 e L5 ou L5 e S1. É mais comum surgir em pessoas de 37 a 55 anos, especialmente indivíduos com a musculatura abdominal muito fraca e que apresentem excesso de peso.

Quais os sintomas?Esqueleto de um pessoa de costas com a lombar em vermelho.

A intensidade e a quantidade dos sintomas depende da intensidade do comprometimento dos nervos e da sua localização. O principal sintoma de hérnia de disco lombar é o aparecimento de uma dor intensa nas costas. Porém, existem alguns outros sintomas:

  • Dificuldade em levantar o pé deixando o calcanhar no chão.
  • Mudanças no funcionamento da bexiga e do intestino, por compressão dos nervos.
  • Dor ao longo do caminho do nervo ciático que vai da coluna vertebral à nádega, perna, coxa e calcanhar.
  • Pode ocorrer fraqueza nas pernas.
  • Pode ocorrer dormência, formigamento ou queimação nas pernas, costas ou nádegas.

Normalmente, a perda de força significa uma grave alteração e deve ser avaliada rapidamente pelo ortopedista ou neurocirurgião. A dor pode ser constante ou piorar com a realização de movimentos.

Diagnóstico

A hérnia de disco lombar pode ser diagnosticada por meio dos sintomas apresentados e pela realização de exames como tomografia computadorizada ou ressonância magnética, pedidos pelo médico ortopedista ou por um neurocirurgião especialista em coluna.

Como é o tratamento?

Fisioterapeuta pressionado a lombar de uma mulher que está deitada com a barriga para baixo, com as costas levantada com as pernas esticadas na maca.

O tratamento para a hérnia de disco lombar pode ser feito de diversas formas:

  • Anti-inflamatórios, como Naproxeno ou Ibuprofeno, recomendados pelo clínico geral ou ortopedista.
  • Caso os anti-inflamatórios não sejam suficientes, pode ser preciso a injeção de corticoides a cada 6 meses.
  • Fisioterapia.
  • Cirurgia, nos casos mais graves.

Exercícios

  • Pilates: Os exercícios de pilates são recomendados pois fortalecem os músculos pequenos, mantem as costas eretas e a força do abdômen, que protege a coluna.
  • RPG (Reeducação Postural Global): Apesar de serem monótomos, são uma excelente ajuda para evitar a cirurgia.
  • Hidroterapia: São exercícios na piscina, que incluem correr dentro da água e nadar.
  • Durante a dor aguda, normalmente, exercícios de musculação não são indicados. Em geral eles só podem ser feitos quando não há sintomas, com orientação médica e supervisão do professor da academia.

Fisioterapia

A fisioterapia auxilia no alívio dos sintomas gerados pela doença e na recuperação dos movimentos. As sessões podem ser feitas todos os dias e em caso de dor aguda, 3 vezes por semana. Podem ser usados aparelhos para o controle da dor e da inflamação e exercícios para o fortalecimento dos músculos da região abdominal e das costas. Também pode-ser fazer osteopatia, uma vez por semana, com um osteopata ou fisioterapeuta especializado.

Cirurgia

Diversas mãos médicas em volta de um paciente. Uma está segurando uma agulha.

A cirurgia é um processo delicado e só é recomendada quando nenhum outro método de tratamento funcionou para o paciente. A cirurgia para a hérnia de disco lombar pode ser feita com diversas técnicas como o uso de laser ou por meio da abertura da coluna, para unir duas vértebras, por exemplo. Além disso, após o procedimento cirúrgico, é comum o paciente precisar de fisioterapia.

Um dos riscos da cirurgia é a piora dos sintomas em virtude das cicatrizes formadas que comprimem o nervo ciático, e por esse motivo, ela não é a primeira opção de tratamento. No pós-operatório, a recuperação é demorada e o paciente deve permanecer em repouso nos primeiros dias, evitando esforços físicos e a fisioterapia começa, em geral, de 15 a 20 dias depois da cirurgia e pode durar meses.

Qual colchão usar?

  • Para pessoas que apresentam doenças na coluna, como a hérnia de disco, o mais recomendado são colchões ortopédicos, que garantem mais sustentação ao corpo, sem prejudicar o conforto e são mais firmes.
  • O travesseiro deve encher o espaço que sobra entre o ombro e o pescoço, de maneira que a coluna fique em linha reta quando a pessoa deitar de lado.

http://esteticaepostura.com.br/wp-content/uploads/2008/05/hernia-de-disco-1994_mar_15.pdf

https://www.efdeportes.com/efd70/hernia.htm

https://core.ac.uk/download/pdf/27259597.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *